Você – Leia a Crítica da Série!

Sabe quando você começa a ver comentários demais nas redes sociais sobre uma série que você nem sabia que existia e diante disso atiça sua curiosidade em assistir pra saber se a produção é tudo aquilo que as pessoas estão comentando? Pois é, foi exatamente isso que aconteceu comigo em relação a “You” ou “Você” se preferir. Não sabia da existência dela até ver dezenas de amigos postando que se tratava de uma ótima série em cartaz na Netflix.

Guinevere Beck (Elizabeth Lail) é uma aspirante a escritora, que vê sua vida mudar completamente ao entrar em uma livraria no East Village, onde conhece o charmoso gerente, Joe Goldberg (Penn Badgley). Assim que a conhece, Joe tem certeza de que ela é a garota dos seus sonhos, e fará de tudo para conquistá-la — usando a internet e as redes sociais para descobrir tudo sobre Beck. O que poderia ser visto como paixão se transforma em uma obsessão perigosa, uma vez que Joe não vai medir esforços para tirar de seu caminho tudo e todos que podem ameaçar seus objetivos.

Assim que terminei de assistir o episódio piloto eu já pensei “pronto, viciei”. E de fato é exatamente isso que acontece quando você termina o primeiro capítulo. O roteiro é tão interessante que você se envolve completamente na história que está sendo contada a ponto de querer engolir todos os 10 episódios de uma única vez. E essa sensação aconteceu comigo até o quarto capítulo. Até então, a produção estava indo super bem e sinceramente, impecável.

Com uma narrativa extremamente bem explorada que envolve diversos temas como a exposição exagerada nas redes sociais, querer viver uma “vida fake” virtualmente falando, os relacionamentos cheios de interesses que as pessoas têm e a questão da confiança nos amigos e na pessoa amada. Tudo isso muito bem contado até praticamente a primeira metade de “Você”. Mas do capítulo cinco até o sete, a série tem uma queda drástica no jeito de explorar essa premissa tão promissora. De algo sério, tenebroso e aprofundado, passamos a ver nessas três partes uma espécie de comédia romântica adolescente. Felizmente, a engrenagem volta a funcionar muito bem no final e a série nos entrega uma conclusão bastante satisfatória.

Além de abordar temas tão interessantes e bastante comuns nos dias de hoje, “Você” ainda nos dá de presente ótimas atuações dos atores que fazem o casal protagonista, ainda bem desconhecidos do público (até então). Elizabeth Lail e Penn Badgley atuam muito bem. Os dois parecem que foram feitos um para o outro e eles encarnam a fundo os seus personagens. Trabalham tão bem que sempre estamos torcendo para eles, mesmo sabendo das consequências desse relacionamento sombrio.

A série ainda tem uma ótima trilha sonora, uma fotografia muito boa que mescla paisagens e cores românticas, com cenários lindos de Nova York e cores mais escuras para mostrar o lado de suspense da projeção. Se não fossem esses três episódios que citei anteriormente, teria dado nota total para “Você”, mas por causa disso acredito que minha avaliação está de bom tamanho. Vamos esperar a segunda temporada que já foi encomendada pela Netflix.

Nota 7