Stranger Things 3 – Leia a crítica

Stranger Things é sem dúvida uma das melhores séries que já assistimos. A primeira temporada ainda continua sendo a melhor, acredito que por nos trazer tantas novidades e nos apresentar personagens incríveis com uma trama fenomenal. A segunda é boa, mas deixa a desejar em alguns aspectos. Agora a terceira chega com força total e nos brinda com uma trama fascinante e muito bem amarrada.

Apesar de seguir a mesma premissa das temporadas anteriores, os novos capítulos são extremamente bem roteirizados e a trama bastante atrativa e curiosa. Uma história que faz com que maratonar a série seja algo muito prazeroso. A narrativa continua nos trazendo muitas surpresas e é recheada de easter eggs e ótimas referências de clássicos da década de 80 como Exterminador do Futuro, História Sem Fim, Magnum, Rambo e outros filmes marcantes e nostálgicos.

Desta vez, como aconteceu na temporada anterior, outros personagens são acrescentados à série. E todos se encaixam perfeitamente na ótima química dos que já conhecemos, independentemente de serem crianças, adolescentes ou adultos. Essa química é simplesmente fascinante.

Os aspectos técnicos também echem os olhos e os ouvidos. Com uma trilha sonora empolgante e assustadora, Stranger Things 3 nos deixa perplexos com os “bagulhos estranhos” que acontecem em Hawkins. A fotografia é belíssima. Os efeitos extremamente convincentes. E a direção muito bem desenvolvida.

E pra terminar, o que mais amo nesta série que é a capacidade de interpretação de cada ator, especialmente das crianças que estão crescendo, mas que continuam dando um banho de atuações em muitos famosos antigos por aí. Esta terceira temporada só fica um pouco cansativa quando parte do grupo fica presa no elevador, tubos de ar e salas secretas do shopping. Mas é apenas um detalhe. Por fim, Dustinzinho nós te amamos!!!!

Nota 8