Parasita – Leia a Crítica

É até meio estranho eu afirmar que um filme da Coreia do Sul é um dos melhores que assisti em 2019 e também que já vi na vida. É que estamos tão acostumados a assistir produções hollywoodianas que quando isso acontece achamos esquisito. Mas a verdade é que Parasita é sem sombra de dúvidas uma aula de cinema e um prato cheio para o entretenimento.

O longa conta a história da família de Ki-taek que está desempregada, vivendo em um porão sujo e apertado. Mas uma obra do acaso faz com que ele comece a dar aulas de inglês a uma garota de família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe e filhos bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custam caro a todos.

A premissa por si só já é extremamente curiosa e chama bastante a atenção do expectador que só em ler a sinopse acima começa a fazer perguntas do tipo “será que isso é possível?” E se for, “como fizeram isso?” E se fizeram, “como isso vai terminar?”

Diante dessas questões, temos um roteiro maravilhoso e muito bem amarrado, algo difícil para qualquer roteirista. Mas vendo a sequência de fatos contados no longa, temos a impressão que para o diretor Bong Joon-ho, que também escreveu a história ao lado de Han Jin-won, isso foi bem fácil. É que todos os acontecimentos vão sendo nós mostrados de forma brilhante, nos trazendo surpresas na hora certa que mudam a todo momento o rumo da trama. Temos apresentação, desenvolvimento e conclusão magníficos!

Os detalhes técnicos também são impressionantes como a excelente direção que sabe nos apresentar e lembrar o tempo todo o contraste entre as famílias. E isso é muito bem explorado na montagem do filme e nos ajuda a refletir o tempo todo nas desigualdades sociais que estão por perto, o tempo todo, e a gente finge não existir.

Todos os atores do filme tem suas características que deram a eles a oportunidade de cada um arrebentar nas atuações. E eles aproveitaram isso, tanto de forma individual quanto coletiva. Temos atuações incríveis e cada uma marcante e diferente da outra.

O filme ainda nos dá um final surpreendente, daqueles que fica na mente, martelando os nossos pensamentos. Parasita merece cada uma das indicações que teve no Oscar, especialmente de Melhor Filme, Direção e Roteiro. E ainda achei pouco. Não ficaria surpreso se alguns atores sul-coreanos disputassem as estatuetas com os conhecidos de Hollywood. Seria muito bom!

Nota 10