Com Amor Simon – Leia a Crítica

Com Amor Simon é uma adaptação do livro Simon Vs. A Agenda Homo Sapiens e com certeza se tornou um dos meus filmes “teens” favoritos já que aborda a temática da transformação adolescente explorando a homossexualidade “enrustida”.

Aos 17 anos, Simon Spier aparentemente leva uma vida comum, mas sofre por esconder um grande segredo: nunca revelou ser gay para sua família e amigos. E tudo fica mais complicado quando ele se apaixona por um dos colegas de escola, anônimo, com quem troca confidências diariamente via internet.

Com um roteiro bastante leve, mas que conta uma história que é muito comum na vida de inúmeros adolescentes que não assumem sua homossexualidade, a narrativa é muito bem escrita. podemos dizer que é uma comédia dramática já que envolve elementos cômicos quase sempre na medida certa (com excessão do diretor exagerado e caricato da escola) e uma discussão mais aprofundada diante do bulling sofrido pelo jovem rapaz que guarda o maior segredo da vida dele.

Por causa disso, temos um filme extremamente gostoso de assistir e que aborda temáticas que vão além do fato de Simon ser gay. A história também nos mostra as descobertas adolescentes, a importância da amizade, as curiosidades dessa idade e os conflitos gerados por escolhas difíceis da vida.

Com um elenco formado basicamente de adolescentes, com apenas dois atores famosos (Jennifer Garner e Josh Duhamel) que são meros coadjuvantes, os garotos encaram as interpretações como gente grande. Especialmente Nick Robinson que encarna o personagem principal com muita garra e faz um ótimo trabalho interpretando Simon.

O filme ainda nos dá de presente uma ótima trilha sonora, uma boa fotografia e uma excelente direção de Greg Berlanti.

Nota 8