Aquaman – Leia a Crítica!

Quando a DC Comics e a Warner decidiram fazer um filme solo do Aquaman, depois que vimos o personagem em Liga da Justiça, eu logo fiquei desconfiado que seria uma bomba cinematográfica. Ainda mais sendo baseado em um dos personagens, digamos… mais bregas das histórias em quadrinhos. E quando saiu o primeiro trailer do longa as minhas expectativas foram diretamente para o fundo do mar já que percebi que pra fazer um filme desses eles iriam exagerar nos efeitos especiais. Como iram produzir um filme em que a maioria das cenas se passariam debaixo d’água? E finalmente depois de assistir Aquaman posso dizer que queimei a língua!

Sim, o filme é carregado de efeitos especiais, mas em raros momentos isso prejudica a resultado final. Pelo contrário, esse mundo aquático de Atlântida criado por computação gráfica nos dá uma belíssima fotografia com todos os elementos necessários para nos levar a beleza da cidade que tanto conhecemos nas revistas em quadrinhos e nos desenhos antigos. A riqueza de detalhes é impressionante. Os templos, animais, plantas e todos os seres que compõem as belas paisagens do filme são de encher os olhos. É claro que uma vez ou outra, temos a impressão de que os personagens são bonecos feitos em CGI, mas não incomoda tanto quanto pensei que iria antes de assistir.

O roteiro também é muito bom e nos traz uma história envolvente e que cresce a medida que o tempo passa, nos deixando curiosos e prendendo nossa atenção até o fim, sem se tornar cansativo. Mesmo tendo o fato do Aquaman ter sido apresentado em um filme do outros cinco super-heróis em que ele ficou muito apagado, esta produção solo dá ao personagem o que ele realmente merece e se torna um presente para os fãs.

O trabalho de todo o elenco também está muito bom e claro Jason Mamoa arrebenta como o herói. A interpretação dele é incrível e ao contrário do que fez anteriormente no filme da Liga, agora ele encarna este personagem com gosto nos dando uma brilhante atuação. E mesmo que alguns críticos tenham falado da falta de química entre o casal protagonista, eu particularmente não concordo. Achei que os dois foram ótimos e se entenderam muito bem no set de gravação. Mera e Aquaman me convenceram bastante.

O filme ainda é cheio de aventuras, de lutas, de guerras no mar e na terra e tem sequências de tirar o fôlego. E pra melhorar ainda gravadas de diversos ângulos que nos levam algumas vezes para aquele mundo que antes só imaginávamos. Mérito do diretor James Wan que estava até meio desacreditado por alguns fanáticos antes do resultado final.

Para aqueles que gostam da nostalgia dos desenhos e HQs, o filme preserva algumas características que apesar de serem “bobinhas” à princípio, são essenciais para quem gosta da história do Aquaman. O fato de eles conversarem debaixo dágua e do herói se comunicar com os peixes, com direito a ondinhas telepáticas é incrível!

Nota 8